7 de mai de 2015

VEJA REVIEW DA BILLBOARD PARA “PRETTY GIRLS”


Britney Spears & Azalea ficam Fancy em Pretty Girls

Por Jason Lipshutz / 3,5 de 5 estrelas

Como “cachorrinhos esperando comida”, a letra cantada por Britney Spears em sua nova colaboração com Iggy Azalea, fãs de pop e pop-rap vão dar de cara com um pedaço bem bombástico de eletro-hop, que extrai o melhor dos pontos mais fortes de ambas as cantoras. Nos dois primeiros minutos, Spears aparece muito mais animada do que em todo o seu trabalho anterior do álbum Britney Jean (2013), brincando com a velocidade de sua força vocal enquanto conta ser uma sex symbol totalmente inatingível. (“Toda a vez que eu coloco o pé pra fora de casa, eles jogam uma tipo ‘hey baby’, mas não reparam que eu não estou nem aí”)

Enquanto isso, Azalea admiravelmente acompanha o vocal de Britney dando suporte ao pré-refrão antes de comandar a última metade da música, que tem oito versos rápidos; ela até mesmo tira o chapéu para sua parceira (Spears) ao terminar com o verso: “Todos os homens estão implorando para que Britney faça com eles mais uma vez!” (Referência: …Baby One More Time)

Apesar de Spears e Azalea dividirem o centro das atenções na música, as verdadeiras estrelas podem ser The Invisible Men, o mesmo trio de produtores que ajudou Iggy a estourar nos Estados Unidos com Fancy. O single Pretty Girls possui as mesmas sincronias e batidas que a música Fancy  (com uma progressão claramente menos evidenciada), e Spears também traz a tona alegremente um refrão que lembra o “L.A.-to-Tokyo” da música com Charli XCX. Apesar da semelhança, a estrutura de Pretty Girls se diferencia da música Fancy suficientemente para que a música seja a música de verão sem vir a tona como uma réplica exata. The Invisible Men concedeu à Azalea mais um hit com estilo diferenciado — e dessa vez ela tem uma copiloto muito famosa ao seu lado (Britney) para ajudá-la a aterrissar com segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário